Select Page

Afinal, qual é a maneira mais apropriada? Compras mensais ou semanais?

 

Há quem diga que os brasileiros ainda costumam fazer grandes compras e sim, isso faz parte de nossa cultura. No entanto isso vem mudando após o término da época dos anos 80, onde o mercado sofria de hiperinflação nos preços. Os brasileiros, durante esse período eram “obrigados” a fazer grandes compras para garantir um bom preço, já que os mesmos oscilavam dia após dia.

Fazer compras parece algo fácil, não é mesmo? Porém é necessário que tomamos muito cuidado no modo em que fizemos nossas compras semanais ou mensais ou até mesmos aqueles lanches durante o dia, pois embora essa pareça uma questão pequena, se mal administrada, pode gerar consequências no final do mês e no seu financeiro. É preciso fazer compras no mercado ou padaria de forma consciente e saber economizar. São os pequenos detalhes que causam uma grande diferença ao final de cada mês e do ano.

Por isso, a Ordenato resumiu tudo em 7 Passos simples que irão te ajudar a economizar dinheiro e transformar você em um consumidor mais consciente. Veja quais são abaixo:

 

1º passo – faça uma lista antes de ir ao mercado

 

Atualmente a tecnologia atual fez com que a caneta e papel tenham sido deixadas de lado, mas acredite: muitas vezes anotar tudo que precisa em um papel ainda é uma das melhores formas de se organizar melhor.

Dito isso, tire por volta de 10 minutos antes de ir ao mercado para anotar tudo que está faltando para a semana. Outra opção é fazer isso no dia anterior, com mais calma.

Também olhe a geladeira e o armário, veja com as pessoas que moram com você se precisam de algo. A lista pode ser feito em família, pelo casal ou com as pessoas você mora. Lembre-se que duas cabeças pensam melhor que uma.

 

2º passo –  opte por marcas com bom custo-benefício

 

Muitas vezes quando estamos no mercado fazendo compras, somos atraídos pelas embalagens e marcas mais conhecidas. Costumamos optar por marcas que investem mais em divulgação ao invés das que investem menos, pois elas aparecem mais e dão um ar de mais confiáveis que as outras. No entanto, isso nem sempre é a melhor decisão, pois as marcas mais conhecidas costumam ter preços mais altos, e, isso nem sempre é sinônimo de qualidade.

Tire um tempo a mais para pesquisar e analisar preços. Não saia comprando produtos que possuem embalagens mais bonitas, e sim os que possuem melhor custo-benefício.

 

3º passo – estabeleça um limite de gastos e priorize o que é mais importante

 

Ao estabelecer um limite de gastos se baseando no que você realmente pode gastar, você se adapta, e pode acabar observando que estava comprando muitas coisas que na verdade, não estava precisando.

Na hora de comprar um produto, existe o desejo e a necessidade: o que desejamos quase nunca é o que realmente estamos necessitando no momento. Por isso, estabeleça esse limite e dê prioridade para o que realmente é necessário dentro da sua casa e do seu dia a dia.

Após estabelecer o limite de gastos da semana ou do mês e priorizar o que é mais importante e mesmo assim estiver sobrando dinheiro, guarde-o ou compre algo para se recompensar por seguir este passo corretamente. Você merece.

 

4º passo – invista nos cardápios semanais

 

Se você for do tipo de pessoa que costuma estar no mercado toda semana, invista no cardápio semanal. Essa dica é muito bacana: compre os alimentos que precisa para a semana e no final de semana ainda pode cozinhar para a semana. De qualquer forma você terá adquirido tudo o que precisa antes da semana começar e não vai precisar correr no mercado de última hora para comprar produtos que faltaram.

 

5º passo – está com fome? não faça compras

 

Você já ouviu alguém falar a expressão: “quando estou com fome, não penso direito”? Então, ela estava certa. Por isso, se estiver com fome, não vá ao mercado.

Opte fazer um lanche rápido antes de fazer as compras, pois assim seu cérebro irá pensar melhor.

 

6º passo – pesquise preços e compare os valores de cada mercado

 

Se você quer realmente começar a economizar na hora de fazer compras no mercado, uma das melhores dicas é: pegue os folhetinhos de todos os mercados. Parece engraçado, não é mesmo? Mas a dica é bem simples e poucas pessoas fazem.

Com os folhetinhos/revistas, você poderá comparar os valores de cada mercado sem sair de casa e o melhor é que quase todos os mercados disponibilizam gratuitamente para seus clientes.

Você observará que talvez o amaciante do mercado X é mais barato do que o mercado Y, mas que o mercado Y possui o preço da carne mais barato do que o mercado X e isso irá gerar economia para você.

 

7º passo – e as crianças?

 

Dificilmente uma criança entende o conceito de compra consciente e por isso nos momentos de ir ao mercado, é recomendado que as crianças fiquem em casa.

Para que desde cedo a criançada comece a compreender melhor o conceito, determine um orçamento e peça a eles que escolham algo dentro daquele valor, assim irão pensar melhor antes de pedir para comprar algo e farão decisões melhores.

Ordenato – Cada coisa em seu lugar.